sexta-feira, junho 29, 2007

happy day
Pra ser só um pouquinho mais feliz do que já sou, eu precisava de duas coisas: ganhar na mega-sena e ir, imediatamente, ver um show do Cake em qualquer lugar do mundo. Nessa ordem.

Enquanto eu não sou só um pouquinho mais feliz, alegro essa sexta-feira de vocês com as mais incríveis buscas da semana. Tó:

- POÉTICO.
- De uma ingenuidade, de uma meiguice...
- OH NO! NOS DESCOBRIREM!
- Difícil de alcançar.
- A busca até que é normal, mas o fetiche é estranho bagaralhos.
- Muito romântico.
- Tan-nan-nan tan-nan-nan-nan-nan-na-naaaannnnnn.
- Por fim, mas não menos importante: TPM.

...

Tá bom, já que falei no Cake, vou facilitar as coisas pra vocês: degustação do disco novo "B-Sides and Rarities", no site dos caras. Eu já baixei, obviamente. Delícia. John McCrea cantando Strangers In The Night é de chorar muito.

...

"Eu gosto do sol que arde e cora e que descasca a pele das costas
Eu gosto do sol que seca, quara, racha, que derrete, ensopa a roupa
Eu gosto do sol que o brilho cega e magnificamente colore as coisas"
(Eddie, queridos)

# . por Joelma Terto .  2 Comentários     

quarta-feira, junho 27, 2007

decorativas
Faz nem um mês que eu fui na Tok & Stok e gastei os tubos: comprei umas coisas pra casa, até presente de casamento pra noiva grávida. Agora eles resolveram fazer liquidação de até 60%. Malditos.

...

Estou tendo surtos e mais surtos depressivos-alaranjados lendo o Decor8. Eu, se fosse vocês, não ia lá não. Ah, não.

...

Ambientes e idéias que me enlouquecem.

...

Mais diversão, sempre, no Blog da Chris Campos (do excelente Casa da Chris) e também no blog novo da querida Simone Quintas, editora da Casa & Jardim. Falando nisso, vocês sabiam que a Casa & Jardim disponibiliza a edição inteirinha para ser visualizada, de graça, no site? Basta se cadastrar. A revista está lindíssima. Recomendo.

...

E pra quem está em Porto Alegre, hoje à noite, às 22h, não percam o programa Casa&Cia, da TV Com, apresentado pela toda linda Maria Paula Letti, que foi a São Paulo acompanhar a Casa Cor. Eu, que não sou besta, não vou perder.

UPDATE: eu não sabia que o programa Casa&Cia também tem um blog delícia, que vou destrinchar todinho logo mais à noite. Agora sei. Devidamente linkado.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

segunda-feira, junho 25, 2007

chucrute e rock n' roll
a fauna ensandecida do Chamego Center


"A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos - viver é isso. É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais. A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscadas. Cada pisco é um dia. Pisca e mama. Pisca e anda. Pisca e brinca. Pisca e estuda. Pisca e ama. Pisca e cria filhos. Pisca e geme os reumatismos. Por fim, pisca pela última vez e morre.
- E depois que morre - perguntou o Visconde.
- Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?"

(trecho do livro Memórias de Emilia, de Monteiro Lobato. o trecho mais lindo, se é que pode, da atração mais linda do Museu da Língua Portuguesa, a Praça da Língua, aquela espécie de observatório de palavras. ouça aqui.)

...

Uma vez o Firpo falou que "a vida é o que acontece lá fora enquanto a gente trabalha". Desde então, a frase virou quase uma legenda. Tanto que minha chefe, atribui, erroneamente, a mim. Mas eu sempre dou o crédito. Tenho pensado cada vez mais nisso e quando, por alguma razão, estou na rua no horário em que devia estar trabalhando, me impressiona a quantidade de gente que passeia, que olha vitrine, que toma sorvete ou chimarrão no parque, que vive, enfim, enquanto a gente está preso no escritório, labutando.

...

Quando está frio demais e eu estou melancólica demais e sem assunto demais, eu dou pra fazer citações.

...

"Now so long, Marianne, it's time that we began to laugh and cry and cry and laugh about it all again"
(Leonard Forever In My Heart Cohen)

...

blog = alegria infinita.

...

Em resposta a esse post, o que a pessoa faz com uma grávida que em pleno almoço semanal no Ocidente me lasca, abre aspas: tá tão boa a novela das oito, eu não perco por nada nesse mundo. Aí no dia seguinte a pessoa aqui, a interlocutora, no caso, curiosa que só, não se contenta só em ler o resumo da novela e vai pra frente da TV ver o raio de Paraíso Tropical. A gente dá na cara? Não, né, que a moça tá grávida.

"Que boa idéia esse casamento primaveril em pleno outono" (Bebel, melhor personagem rameira de todos os tempos)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

quarta-feira, junho 20, 2007

balagandans
Hei de nascer, numa próxima encarnação, num país onde a paixão nacional seja o pólo aquático ou o gamão. Muito mais civilizado.

...

É impressão minha ou as mulheres perderam mesmo, completamente, o senso de noção com essa moda de legging? Eu falo de mulher-mulher, de carne (ô!) e osso, mulher-vida-real, sabem? Não essas moças bonitas, xovens, de perna comprida, no-barriga e celulite zero. Tenho visto coisas terríveis nas ruas. Vocês nem queiram saber.

...

A pedidos, o papato-fuca by Ronaldo Fraga. Tuda.

...

Morar em Porto Alegre é viver em constante pasteurização, minha gente. Uma semana inteira chovendo, depois frio de lascar em pleno outono e, finalmente, chega o inverno bem no dia em que resolve fazer 32 graus e você tem que ir resolver coisas no centro da cidade, ao meio-dia, toda encasacadinha. É em dias assim, pasteurizantes, que eu me pergunto: onde diabos mesmo eu vim amarrar meu jegue, heim?

...

Tem uma pessoinha que TODA NOITE me liga. Eu tenho surtos descontrol quando ouço a vozinha dizendo "Xoxô". E é Xoxô pra cá, Xoxô pra lá. E a gente fica horas conversando em bebeês, totalmente sem sentido. Amo muito Valentina.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

terça-feira, junho 19, 2007

blow up
- constatações tolas de uma tarde de terça-feira assoberbadíssima de trabalho -

Só existe uma coisa melhor do que folhear a Casa Cláudia do mês: folhear a Casa Vogue do mês (ou de qualquer mês passado).

...

Só existe uma coisa pior que emos: emos no inverno, em bando, com suas touquinhas de bichinhos. Credo cruz.

...

Só existe uma mulher no mundo que tem a voz mais linda que a da Aimee Mann e que canta músicas mais tristes que as da Aimee Mann: Charlotte Gainsburg. Toda linda, toda tudo. Em inglês e francês.

...

Agora, sem comparação mesmo, só o Ronaldo Fraga. Tê-u-tu, dê-o-do. Tuda tuda tuda e um tiquinho mais. "Eu faço moda por acaso. Gosto mesmo é de contar histórias" (Love Ronaldo Fraga Forever)


Fotos: eu por eu mesma, em fundo verde. Tríptico bem comportado no Self Portrait Tuesday


# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

domingo, junho 17, 2007

abobices
esdrúxula intimidade, por 77 de Arrabéus, o marido


Dislexia visual. Abri o Terra e li, estupefada: "Banheiros: senadores da situação defecam perícia". Mais uma olhadela amiga atenta e eis que as letras desembaralham-se e descortinam-se: "Calheiros: senadores da situação defendem perícia". Ufa.

Falando no lamaçal, minha ídola da semana é a mulher alagoana que nem eu, moradora de Satuba, que deu entrevista ao Jornal Nacional com uma toalha enrolada na cabeça. Precisa ser muito MENESTRÉIA pra receber a equipe do Jornal Nacional com uma toalha enrolada na cabeça, minha gente. Certo que ela é o assunto preferido da vizinhança depois da façanha. Muito certo.

...

Alarmista. Link bem sugestivo. Até sábado passado, quando toda água do mundo caiu sobre Porto Alegre. Faz sol na área clara do mapa, mas tá frio pracaralhos. Em tempo: o inverno começa na quarta.

...

Shrek. "O verão japonês tem um novo sabor: trata-se do Pepsi Ice Cucumber, um refrigerante com sabor de pepino. Ela não traz em sua fórmula nenhum pedacinho do vegetal, mas é artificialmente aromatizado com o gosto do legume para dar 'a mesma sensação refrescante de um pepino fresco'. A bebida, levemente esverdeada, será comercializa apenas na estação mais quente do ano, com a expectativa de que sejam comercializadas mais de 200 mil garrafas no período." Por deus do céu.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

quinta-feira, junho 14, 2007

frog
Eu sou uma mulher sortuda. Ontem à noite, quando a resistência do chuveiro queimou, eu não só tinha uma nova, guardadinha na caixa de ferramentas, como um marido disposto a trocá-la. Sim, eu sou uma mulher de muita sorte.

...

Vem cá, heim, só eu acho o Alain de Botton um chato de botas com galochas? E falando em galochas, vocês não acham que só pode ser o efeito dessa chuva que não passa nunca e deixa as gentes deprimidas o fato da pessoa, no caso eu, querer, assim, por livre e desejosa vontade, reler A Troca Simbólica e a Morte, do Baudrillard? Acham, que eu sei.

...

"vamos xogar sabonetes para santa clara (clarear) em cima tos delhados? como nom bensamos nisso antes-lho." (Dita Von Claire, por e-mail, em Lucia Luft mode on)

...

Update: PRECISO desse livro. Preci-se-o-só.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

quarta-feira, junho 13, 2007

jobs úmidos da jo
Quando eu for rica e famosa e perguntarem qual o segredo do meu sucesso, eu vou dizer, na lata: meias quentinhas sobressalentes na bolsa. É.

...

Ontem à noite, eu perguntei ao 77 qual o restaurante ou bar MENOS romântico da República. Ele acha que é o Pingüim, mas eu disse que era a velha e boa e gordurenta Pastelaria da República. E lá fomos. Pois tinha uma TV ligada passando clips do Luis Miguel e do Julio Iglesias. Juro. Bem feito pra mim que acha o ó do borogodó esse negócio de dia de namorados, luz de velas e pétalas de rosa. Pronto, falei.

...

Valentina me vê e grita: Xoxô! Assim, que nem as gentes uriundas do Buricá me chamam. Me segurei pra não chorar.

...

Duplex. Buscas desesperadas em tempos de Santo Antônio.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

terça-feira, junho 12, 2007

metropolitan
mais um tríptico. para Belly.
no Self Portrait Tuesday.


"Eu devia ter terminado tudo ali mesmo, mas o Natal era dali a duas semanas. Na véspera de Natal, Dudley oficialmente me pediu em casamento, com um anel de oito quilates, diante da minha família inteira. Sempre havia alguma coisa de desagradável no que ele fazia, e no seu melhor estilo Dudley, ele escondeu o anel em um bombom Godiva e me entregou a caixa.

'Eis o seu presente de Natal', disse ele. 'É melhor começar a comer.'

'Não quero bombons agora', disse eu, lançando-lhe o tipo de olhar que costuma fazê-lo calar-se.

'Pois eu acho que quer', disse ele, de um jeito um tanto ameaçador, então comecei a comer. Minha família assisitia à cena, horrorizada. Eu podia ter quebrado um dende, ou pior, me engasgado. Mesmo assim, eu disse sim."


O trecho acima é o melhor do livro Sex and the City, de Candace Bushnell. Na verdade é um dos pouquíssimos trechos bons de todo o livro, que é ruim. Ponto. Sex and the City, o livro, é ruim. Na verdade, eu não sei se é a tradução que é simplória demais, com vocabulário pobre e, muitas vezes, sem sentido. As histórias que não engrenam, os personagens que não convencem. Detalhe: o livro é uma compilação dos artigos da autora, que inspiraram a série. E talvez para uma pessoa apaixonada pela série, é aí que mora o xis da questã. Não estão ali a Carrie, a Samantha e a Miranda da série (Charlote aparece só uma vez). Essas, do livro, são um esboço. Pior: essas não têm nada a ver com as da TV. O Stanford, vejam só, é cabeludo! Talvez o Mr. Big do livro pareça um pouquinho com o personagem da TV, mas quando ele diz um "Ai, caramba" na página 295, fede. "Falou", responde Carrie a uma garota num capítulo que não lembro e eu pergunto: "UÁTA?". Em outra passagem, uma mulher diz um "muito obrigadO", e foi aí que eu perdi todo o respeito.

Vejam a série. Não percam muito tempo com as poucas tiradas do livro.

...

Em tempo: morram com as roupas da Carrie. E com as sandálias do Manolo. Tudo via Radar 55, course.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

sábado, junho 09, 2007

psycho little dog
jazz, ballads, mambo, lounge, reggae, pop (including adult contemporary pop, kitsch pop, yé-yé pop, 80's pop, pop-art pop, prog pop, space-age pop, psychedelic pop, and erotic pop), disco, calypso, Africana, bossa nova and rock and roll

...

O Backbone disse uma vez ao 77 que existe uma parte do cérebro que só é ativada pelo THC e que o cérebro, por sua vez, emula ele próprio a substância para ativar essa parte, área, pedaço, anyway. Fato é que o 77 me contou isso esses dias e eu pensei: puxa. Mas eu não ando com a mínima paciência de ir pesquisar sobre o assunto no Seu Gúgol. Eu sei que pode não parecer, mas isso tem algo a ver com o post anterior. Entendam como quiserem, como diz a Rose Foncée.

...

Que Mastercard nada. O que não tem preço é ser cliente Americam Express e ter prioridade na compra de ingresso para as apresentações do Cirque du Soleil no Brasil em maio do ano que vem. Assim sendo, 77 e eu já garantimos nossos tickets para ver o espetáculo Alegria no dia que queremos e nos lugares desejados pela bagatela de 10 vezes sem juros, tal carnê das casas bahia. Me sinto tão vip, tãaaaaao vip...

...

Tenho passado meu tempo ouvindo Yusuf Islam (ex-Cat Stevens), Aimee Mann e Edith Piaf. Recomendo muitíssimo o som dos três. Muito, muito, muito. Especialmente em dias assim. Púmbleos & tristonhos.

...

Falando em Mme Piaf, eu já disse que queria ter nascido francesa? E que queria receber meu salário em euros? Ãnh?

...

Partindo pra ignorância, diz que a teindêincia da estação são cabelos "descompromissados" (aka despenteados) e testa batida. Já tô 50% na moda. Só que ainda não descobri o que fazer com a minha franja. Mega-hair? (ok, eu tô fazendo piada, sim?)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

quarta-feira, junho 06, 2007

carnaval
Eu não vou em nehum dos três shows de despedida do Los Hermanos, no Rio, porque na hora que o Camelo cantasse "eu sou o que vocês são / não solta da minha mão / não solta da minha mão" eu iria cair cataplexa (cataplexa é um neologismo que eu acabei de criar, junção de catatônica com perplexa) no chão, aos prantos.

Mentira, eu não vou porque sou uma tonga e não me agilizei - não comprei ingresso, muito menos passagem. Agora a inês é morta e eu jamais me perdoarei por isso.

...

Auto-censura é mesmo uma merda. E esse blog passa por isso nesse momento. Porque eu queria escrever um montão de coisas que tenho pensado e sentido, mas ando tão ácida esses dias. E quando a gente anda ácida, a gente corre o risco de parecer irônica demais e/ou agressiva demais. Acreditem. Azeda, cítrica & cansada.

....

Entre as coisas auto-censuradas eu queria falar sobre Porto Alegre. Sobre a Porto Alegre que eu vejo não ser a mesma que os outros, os portoalegrenses, vêem. Sobre a Porto Alegre que eu amo não ser a mesma que vocês amam. Mas eu jamais consegueria, agora (e penso que nunca), me fazer entender. Jamais. E ainda correria um risco enorme de causar um grande mal entendido diplomático entre eu e o resto do mundo, os outros, os portoalegrenses.

...

"Feito pra mim, bom pra você, deixa mudar e confundir / Deixa de lado o que se diz, tem no mercado, é só pedir / Me faz chorar e é feito pra rir" (chuif chuif chuif, Los Hemanos em Cher Antoine)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

segunda-feira, junho 04, 2007

vida real
Homem é morto em lotação por motivo fútil
Uma discussão dentro de um táxi lotação terminou em morte no início da manhã deste sábado no bairro Cidade Baixa. Um homem não identificado, que seria ex-presidiário, foi baleado e morto na nuca por outro passageiro com o qual vinha implicando desde o Centro por causa da compra de um cachorro-quente. O crime foi na esquina das avenidas João Pessoa e Venâncio Aires. A vítima foi levada ainda ao Hospital de Pronto-Socorro pelo motorista da lotação prefixo 322, da linha Partenon-Lomba do Pinheiro. No veículo, havia 20 passageiros. O autor do crime comprou o lanche, através da porta e sem desembarcar do veículo, antes do início da viagem no Centro. A vítima reclamou que ele "atrasou" a saída e começou a implicar durante o trajeto, vangloriando-se de que era malandro e tinha estado na cadeira. Após ter uma cerveja retirada da mão e levado um tapa na cabeça, o suspeito levantou-se, disse que a vítima podia ser tudo menos esperta e atirou com uma arma, fugindo em seguida.

(notícia publicada no jornal Correio do Povo, edição de domingo, 3 de junho de 2007. os grifos são meus)

...

Sim, eu sei que é trágico, mas eu tinha que compartilhar essa pérola do jornalismo com vocês. Tinha. E tem mais: seria só mais uma notícia da editoria de polícia, distante da minha, da sua e da realidade de todo mundo, se 1) não fosse o fato de a lotação Pinheiro ser a que o 77 pega todos os dias para ir ao trabalho, 2) o crime ter acontecido no nosso bairro. Recomendo a todos a leitura da versão da Zero Hora (também edição dominical) que diz que o motivo teria sido "bebida" e dá mais detalhes sórdidos do fato. Recomendo.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários     

sexta-feira, junho 01, 2007

rapidíssimas
Eu não agüento mais ouvir falar de:
1) o second life e todas as notícias relacionadas ao second life
2) toy arts
3) a palavra "diferenciado". se for design diferenciado, então.

...

Em uma breve pesquisa empiríca baseada nos comentários do post abaixo, concluo que o mundo se divide em dois tipos de pessoas: as que choram e as que não choram ouvindo a voz do Bob Dylan. (Ok tem também as que choram de desgosto, né Egs, Lia, Liv e Lauro?)

...

O preto e o branco, juntos, são a cor da estação na decoração. E todo esse circo montado em torno das cas4 cor da vida e dos ambientes montados pelos arquitetos-fodões-pop-bambambam (bola da vez ou os clássicos podre de finos e inacessíveis) me irritam profundamente. Balela pura pura pura.

...

Tá menos frio, né? Mas chove. Outono em Porto Alegre.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários