quinta-feira, agosto 20, 2009

eles passarão












eu, passarinho.

quando em sampa, quintanamente. treinando o olhar (e a paciência no engarrafamento), na beira da Paulista.

de volta. labuta. vento frio. ideias mil. e sempre uma rima rica pra estragar o poema.

volto. (sempre volto). pra falar de tempo. da piscina. da margarina. da cangibrina. e do guaraná jesus.

...

se eu fosse outra que não eu, eu queria ser a elegância e sutileza de magali moraes.
pronto. falei.

...

agora dá licença que eu vou ali no Sartorialist sonhar um pouquinho com o verão. e com nova iorque, paris, milão...

# . por Joelma Terto .  0 Comentários