quinta-feira, fevereiro 05, 2009

surto decorativo
era assim


ficou assado!


antes e depois: EU SEMPRE QUIS FAZER ISSO!
- clique nas fotos para ampliar e ver melhor -


Nós temos esse armário aéreo na sala, que é uma mão na roda pra solucionar o problema de espaço da cozinha mínima, mas ele me incomodava muito-um-pouco.

Então eu vi esse post da Pixu no Lá em Casa e, logo em seguida, esse outro post aqui da Vivianne Pontes, no De(coeur)ação.

Aí foi só juntar cré com lé, ir no centro, comprar 1 metro de gurgurão listrado VINTAGE (a 12 reais) numa loja da Pinto Bandeira chamada Palácio das Decorações e que tem as estampas mais sensacionais do universo (recomendo, recomendo muito: bom preço, qualidade e belezura de estampas), convencer o 77 a executar o projeto e UH LA LÁ!

O passo-a-passo está aqui, mas eu e o 77 não usamos tachinhas, usamos mesmo foi fita dupla face e arrematamos com fita adesiva transparente larga - popularmente chamada no Chamego Center de DURECÃO. O acabamento interno não ficou "oh, que primor de formosura", mas eu não me importo para acabamentos internos. Não, eu não.

Próximo surto decorativo: trocar o estofamento laranja puído das cadeiras - esse vai prum profissional que vai me cobrar beeem baratchinho. Aguardem!

- arsenal decorativo descontrol -


...

Sobre a pergunta retórica da semana do post passado, quase esqueçam. Porque aquilo era uma cócegas de pergunta e que tem resposta, clara, direta e precisa: sim ou não. Se bem que eu levei para a psi e abri um buraco na minha cabeça: sim ou não - parece simples, mas sim ou não dá um medinho danado de responder porque sim ou não requerem mais perguntas e, consequentemente, mais respostas depois. Especialmente no caso da resposta for "sim", porque "e se sim?"? aí fudeu, orestes: você vai ter que descobrir, e por si mesma, pra que diabos você passou a servir nessa vida. E é justamente aí que o calo aperta.

Agora, pergunta cretina mesmo ("cretina" no melhor dos bons sentidos) fez a deliciosa e ruiva e agora grávida Pri nos comentários:

"Por que não gosto mais daquilo que fui apaixonada durante 10 anos? Por que o encanto acabou? O problema sou eu? São os outros? Ou não tem problema algum e tudo na vida acaba um dia, assim, naturalmente?"

Não queimem as pontas dos seus cabelos tentando achar respostas. Não queimem.

...

Momento FAROFA HYPE.

Enquanto isso, no verão... e ainda sobre o post passado: sabe quando eu falei sobre a praia minha que não é a sua e pá? Então.

Domingão passado, feriadão gritando. Convidamos Levinha prum passeio veranil e ela topou. Destino: Itapuã, o parque estadual, que não é o da Bahia, mas do Rio Grande do Sul. Chegamos tarde e não conseguimos entrar porque já estava lotado. Então vivemos uma coisa linda, uma experiência única: fizemos um autêntico turismo popular de verão na zona sul de Porto Alegre e arredores.

Sintam só o roteiro: pic nic na beira do Guaíba em Itapuã; passadinha no Lami (por deus do céu! eu sou bem humorada, mas não tô aqui pra fazer piada, tou falando bem sério) com direito a compras em um BRIQUE no Lami (sim, só nós); Belém Novo em ruínas; e, finalmente, fim de tarde tomando cerveja e comendo batatas fritas no novo Timbuka de Ipanema.

O melhor mesmo foi a prainha em Itapuã: de graça, com águas PRÓPRIAS pra banho, aquela gente de verdade sendo feliz, tomando banho de rio de roupa e tudo... Eu mesma, só não me atirei naquela água marrom nescau, porém DOCE, porque tava fazendo um tempinho modorrento. Unhé.

Momentinho "Ilha e de cara":

"passar uma tarde em Itapuã": Jojo em posição que Napoleão perdeu a guerra, Livia e 77
(outras fotinhas no Flickr)


# . por Joelma Terto .  0 Comentários