sábado, janeiro 31, 2009

¿Hola, que tal?
- oui, mademousele: FAZEMO CHAPEAÇÃO E PINTURA -
clique para ampliar e ver melhor


Já disse pra vocês que das coisas mais dramáticas da vida, a MAIS de todas é CAUBY cantando Bastidores?

Já?

"...com muitos brilhos me vesti, depois ME PINTEI, ME PINTEI, ME PINTEI, ME PINTEI..." (chico, o Buarque, um tudo)

Eu a-do-ro!

Não é que eu não tenha nada pra dizer. Não, não é isso. É só que eu ando numas de não saber como dizer. Ando numas de não saber. Ando numas de não.

Sob o sol céu do último dia de janeiro. Meu verão urbano, minha praia que é sempre outra que não a de vocês, minha agenda lotada, meu iPobre cheio de músicas que me fazem sorrir sozinha em ônibus lotado. Me fazem mais feliz. Sob o sol céu de quase fevereiro.

Já disse pra vocês que Binki Shapiro é, no atual contexto macro econômico, a mulher mais cool do universo? Dói e fede de tão cool - e ainda toca XILOFONE, deos do céo! E eu aqui, fugindo do sol céu de janeiro-quase-fevereiro, querendo ser loira e toda cool - e tocar xilofone - nem que ela.

Eu, querendo. Eu querendos.

Já disse pra vocês que eu acho, acho mesmo, de verdade, que, às vezes, é preciso promover mudanças? Mudar o corte de cabelo, trocar um móvel de lugar, mudar de país, de sexo, de profissão. De nome.

O segredo é achar o nome artístico perfeito. Tchipo Binki ou Gary Glitter.

...

Pergunta retórica da semana: alguma vez você já achou que não serve mais para determinada coisa, fim ou propósito que, até então, desempenhava com certa desenvoltura até? Que está fora das normas, do prazo de validade, ficou obsoleta e fora do contexto?

# . por Joelma Terto .  0 Comentários