terça-feira, dezembro 30, 2008

Bronx
Cheguei na casa da Valentina antes do natal e ela foi me puxando pelo braço: "vamos passar batom, Jojô?". O alvo era a minha bolsa enorme, um mundo dentro. Abriu.
"Ei, tu pediu pra abrir minha bolsa?".
"Pode abrir?".
"Agora que tu já abriu... pode"

Mexe daqui, remexe dacolá, acha uma necesseriesinha:

"O que é isso, Jojô?"
"É uma necessérie. Uma bolsinha que a Jojô usa pra guardar baton. Abre"
"Ah. Eu tenho uma dessas. Mas é de guardar 'absovente'."
"Guardar O QUÊ, Valentina?"
"'A-b-so-ven-te''"

Eu já disse que ela tem 3 anos? 3 anos e 3 meses de muita vida.

...

"Valentina, I love you. Tu sabe o que é I love you? I love you quer dizer 'eu te amo', em inglês."
"É? Eu tenho um ailoviu. Vou ali buscar"

E sai quarto afora.

...

77 chega e ela vem contar:

"Tu sabia, Sete, que quando eu era bebê eu 'tumia' banho na banheira?"

...

Depois do almoço, na rua, a gente se despede, quase aos gritos: "Valentina! I LOVE YOU!"

Ela replica:

"I LOVE YA!"

Eu já disse que adoro a lógica infantil? E que adoro a Valentina? So mucha?

...

É com Valentina que eu me despeço de 2008. E de vocês nesse ano.

Ah, sim, tenho um presente de natal atrasado. Foi o Firpo quem falou que essa moça oferece um link com o disco novo da Eddie, o excelente (e qual disco da Eddie não é?) "Carnaval no Infeno", pra baixar via Torrent. Esse o meu presente.

Então domingo eu tive vontade de ouvir Eddie Eddie Eddie e resgatar a minha FI-TA KAS-SE-TE com o Sonic Mambo, o primeiro disco, quando achamos esse outro link aqui, com todos os discos (e mais um montão de coisas boas). Pra vocês.

É com Eddie que eu aguardo 2009, sem expectativa nenhuma, rumo às praias do Uruguai:

"Ainda a fogo em mim / quisera sempre assim... / dia de luz, festa do azul celestial, casa caíada, água salgada, imaginando a vida, toda submarina, deitada na estampa colorida da toalha, de todas as cores, secando ao sol / Mas todas as cidades já estão em chamas / consumidas por um desejo voraz / quem sabe ainda sobre alguma chance / a tarde o vento e o mar..."
(bairro novo/casa caiada - Fabio Trummer)

o sorriso do Sete, o olhar de Valentina
meus melhores tesouros


# . por Joelma Terto .  0 Comentários