segunda-feira, julho 14, 2008

"Quem quer dinheirôoooo?"
eu não aguento mais:

- adesivo de parede

- os 100 massificados anos da imigração japonesa

- galochas

- sonhos pequeninos

- a eterna volta das balonês

...

Então combinamos assim, eu e o mundo: de segunda a sexta a gente trabalha; no final de semana, se vive, com tudo que se tem direito. Nesse final de semana teve muito sol, calor, pouca roupa no corpo e varal cheio delas, secando. Teve 77 e eu acordando ao meio-dia porque a gente tem direito, mesmo com o dia lindo lá fora. Teve parque cheio, brownie de chocolate de milhões de calorias, andar sem destino pelo bairro que a gente vive e ama pelo simples prazer de andar sem destino pelo bairro que a gente vive e ama. Bom cinema uruguaio. Também teve festa julina do Cuidado Que Mancha lá no DC Navegantes, com bandeirolas, fogueira, autêntico côco de roda alagoano e algodão-doce gigante:

ó o dedinho ó


Cia. Cabelo de Maria, lá atrás, fazendo a alegria da petizada


Lá pelas tantas, teve ainda: Valentina e eu dançando, pulando, rodopiando e sendo feliz. Como se não houvesse amanhã. E essa foi a melhor e mais deliciosa parte, obviamente.

Combinamos assim, o mundo e eu. Com toda sua nervousura, sua gastura, sua nhém-nhémzice.

É o que vocês entenderam mesmo: post uma vez por semana, melhoral infantil goela abaixo e maracujina pra acalmar os nelvos.

...

77 e eu não assinamos NET nem SKY. Bem pouco tempo atrás quase fomos convencidos a contratar um combo desses aí, mas desistimos, ou melhor, cancelamos, quando nem bem éramos clientes e já estávamos ligando pra ouvidoria da Net pra reclamar. De modos que na nossa casa só pega Globo, Band, MTV de vez em quando, TV Com e o canal da Ulbra. É uma delícia, especialmente agora que não assisto mais novela das oito.

Outro dia queríamos ver Pantanal, mas o chiado era tanto que não conseguimos nem ouvir a voz da Juma Marruá, a mulher-onça. E a novela dos mutantes da Record eu só sei pela brilhante sinopse do jornal de sábado e pelas atuações autistas pescadas aleatoriamente no You Tube. Às vezes as gente espanca a televisão de reiva.

Ontem, antes de ir pro arraiá, fomos almoçar no lugar mais fedido de gordura e com o segundo pior atendimento da Cidade Baixa. Tinha uma TV num canto ligada no SBT. Enquanto esperávamos horas por um chivito e um pastel de camarão, 77 e eu assistimos, estarrecidos, um pedaço do "novo" programa do Silvio Santos. Impressionante: o mesmíssimo Topa Tudo Por Dinheiro de 15/20 anos atrás - o mesmo Silvio Santos, o mesmo Ivo Holanda fazendo pegadinha idiota na rua, as mesmas velhinhas descabeladas se matando por um nota de 50 real que chega até a plateia em forma de "avião de dinheiro", as mesmas caravanas de todas as partes do interior de São Paulo, os mesmos bordões.

Novidade mesmo só a atração musical: um José-Augusto-garoto-corega-agora-agüenta-coração-pelancudo cantando em playback novas-velhas canções requentadas. O Silvio pergunta "Essa música é SUCESSÔ?". E o auditório vai ao chão.

77 e eu parecíamos dois bocós de olho grudado na televisão e queixo caído.

...

Perca a noção. Pergunte-me como. (ADORO gente ingênua, adoro!)

...

"Olha pro céu meu amor / vê com ele está lindo
olha praquele balão multicor / como no céu vai sumindo...
"
a mais linda música de São João da infância da minha vida, do Rei Luiz Gonzaga

# . por Joelma Terto .  0 Comentários