sexta-feira, junho 20, 2008

pitomba's song
Cheguei. Chegamos. Ainda tentando nos adaptar depois do processo forçado de pasteurização sofrido da Bahia pra cá. Foi assim: terça de manhã, 32 graus em Salvador, solzão, calor, tomávamos banho de mar meio-verde-meio-azulado na praia do Porto da Barra. À noite, aterrizamos em Porto Alegre: "7 graus, em declínio", disse o capitão - ele era piloto, na verdade, mas eu gosto de capitão - com aquela voz anasalada bem típica dos capitães do ar. E não é que voltamos na madrugada mais fria do ano, segundo a turma do seu Eugênio? Bem feito: a boca fala, o cu paga, já dizia o velho provérbio. E eles dizem que esse vai ser um inverno frio pra dedéu, supimpa, de estourar a boca do balão. Obviamente, eles não usaram esses termos. Mas eu gosto muito desses termos todos, por isso eu falo. E falo mesmo. Mas eles dizem que vai fazer frio, muito frio, frio intenso, rigoroso frio, até outubro. Se passo agosto, não sei, porque mal cheguei já tou toda renga, rinítica, raquítica, cheia de catarros, corizando pelas tabelas, pés gelados, com uma tosse e humor de cusco.

Em tempo: o inverno começou (só) hoje.

Ser feliz em Massagüeira, junho de 2008
clique para ampliar


Aos amigos que não vi, meu mais sincero pedido de perdão. Rolou um monopólio familiar consentido (consentidíssimo!), eu me atrapalhei toda, eu fui relapsa, eu... eu não tenho nem palavras para dar desculpas, eu sei. Mas vocês sabem: eu sempre volto e a gente sempre se encontra. Por aí.

A quem interessar, já tem umas poucas fotinhas das férias no Flickr (e no Orkut também!) e prometo ir abastecendo ao longo do final de semana.

...

"É um pé de roseira di / É um pé de roseira dá
É um pé de patchouli / É um pé de pega rapaz
Eu vi a rosa do jardim encostada num pé de alecrim
Nem você sabe nem eu sei daquilo que vem a ser
Nem você sabe nem eu sei..."
(coco alagoano recolhido pela Mestra Virgínia Moraes, gravado por Comadre Florzinha)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários