segunda-feira, junho 25, 2007

chucrute e rock n' roll
a fauna ensandecida do Chamego Center


"A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos - viver é isso. É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais. A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscadas. Cada pisco é um dia. Pisca e mama. Pisca e anda. Pisca e brinca. Pisca e estuda. Pisca e ama. Pisca e cria filhos. Pisca e geme os reumatismos. Por fim, pisca pela última vez e morre.
- E depois que morre - perguntou o Visconde.
- Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?"

(trecho do livro Memórias de Emilia, de Monteiro Lobato. o trecho mais lindo, se é que pode, da atração mais linda do Museu da Língua Portuguesa, a Praça da Língua, aquela espécie de observatório de palavras. ouça aqui.)

...

Uma vez o Firpo falou que "a vida é o que acontece lá fora enquanto a gente trabalha". Desde então, a frase virou quase uma legenda. Tanto que minha chefe, atribui, erroneamente, a mim. Mas eu sempre dou o crédito. Tenho pensado cada vez mais nisso e quando, por alguma razão, estou na rua no horário em que devia estar trabalhando, me impressiona a quantidade de gente que passeia, que olha vitrine, que toma sorvete ou chimarrão no parque, que vive, enfim, enquanto a gente está preso no escritório, labutando.

...

Quando está frio demais e eu estou melancólica demais e sem assunto demais, eu dou pra fazer citações.

...

"Now so long, Marianne, it's time that we began to laugh and cry and cry and laugh about it all again"
(Leonard Forever In My Heart Cohen)

...

blog = alegria infinita.

...

Em resposta a esse post, o que a pessoa faz com uma grávida que em pleno almoço semanal no Ocidente me lasca, abre aspas: tá tão boa a novela das oito, eu não perco por nada nesse mundo. Aí no dia seguinte a pessoa aqui, a interlocutora, no caso, curiosa que só, não se contenta só em ler o resumo da novela e vai pra frente da TV ver o raio de Paraíso Tropical. A gente dá na cara? Não, né, que a moça tá grávida.

"Que boa idéia esse casamento primaveril em pleno outono" (Bebel, melhor personagem rameira de todos os tempos)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários