quarta-feira, maio 30, 2007

dharma
***spoiler warning: ATENÇÃO! os primeiros três parágrafos desse post contém informações sobre o final da série Lost. Se ainda não viu e vai querer meu pescoço a prêmio porque eu revelei o irrevelável, pule para o segundo tópico.***

Ando tão à flor da pele que qualquer último episódio de terceira temporada de Lost me faz chorar. Eu não sei vocês, mas eu chorei o episódio duplo inteiro. Mentira: eu só comecei a chorar segundos antes do Ben dizer "Alex, she's your mother". É que eu achei lindo aquele momento que estava por vir da mãe encontrando a filha desaparecida depois de 16 anos. A mulher tem a filha roubada ao nascer, passa 16 anos no meio do mato (sozinha, veja bem) e quando, finalmente, conhece a dita cuja, suas primeiras palavras para o rebento rebelde são: (tem mais graça em português mesmo): "Ajude-me a amarrá-lo" ou algo do gênero. Mademoiselle Danielle Rousseau comanda. E esses roteiristas são ou não são dgênios, minha gente?

Aí eu continuei chorando e não parei mais. Principalmente com a morte do ex-drogadicto e ex-rock star e ex-quase-namorado-da-claire Charlie. Mas aquela música foi sacanagem. Não tinha como não chorar com uma música daquelas de fundo.

E me esbugalhei nas cenas finais do flash-forward do médico-herói-bonitão-issequiehominaoaquelebagulhoquetutememcasapontocom Jack. Senti uma peninha fudida dele. E uma tristeza profunda só de pensar que vou ficar sem ver minha idola-mor-quero-ser-você-quando-crescer Kate até fevereiro do ano que vem. Eu não sei vocês, mas eu sou doida pela Kate. Em caixa alta, itálico e negrito. Yep.

...

E falando em chorar, vocês também não morrem de querer chorar quando ouvem o Bob Dylan cantando Blowing in the wind ou Mr. Tambourine Man ou It's all over baby blue ou Like a rolling stone ou qualquer outra música na voz do Bob Dylan? Não? Ok.

...

Vi um negócio bárbaro na rua hoje. Mas é bárbaro de barbárie mesmo: uma bandeira do Grêmio com uma foto no meio de Jesus Cristo Cabeludo vestidinho numa camisa do time e segurando uma cuia de chimarão. Tô dizendo!

...

Fui no supermercado e comprei mais 16 rolos de papel higiênico Neve. Mas não são pra mim não. São pra gestante. Meu nome é Joelma e eu ainda não sou uma viciada em rolos de papel higiênico Neve em recuperação.

...

Tá frio.

...

ROQUENRROU!

# . por Joelma Terto .  0 Comentários