terça-feira, abril 10, 2007

BACK AND FORTH
Nossa despudorada intimidade em Self Portrait Tuesday


Tia Jojô e Tio Seven foram promovidos a "dindinhos" de Valentina. A primeira missão dos dois no cargo é cuidar da pequena durante duas noites essa semana, enquanto mamãe-produtora trabalha num pseudo-glamouroso evento de moda na capitar. A empreitada consiste em buscar na escolinha, dar papá, dar banho, trocar fralda suja de cocô e entreter a miúda o quanto a dupla puder e conseguir. A pior parte é, obviamente, trocar fralda suja de cocô. Deus sabe o pavor que eu tenho de fralda suja de cocô de criança de qualquer espécie, inclusive de Valentina. Mas se na vida tudo tem um preço e se esse é caro assim, eu só tenho uma coisa pra dizer: fudeu, Orestes.

No masito, vai ser tri divertido.

...

Se por acaso você ainda não viu "Eu, você e todos nós", por favor, pare tudo o que estiver fazendo e vá. O filme tem muitos méritos, mas os principais são:
1) algumas cenas que vão ficar pra sempre na minha, na sua e na cabeça de todo mundo (como o sujeito queimando a própria mão, o divertido e quase constrangedor encontro do gurizinho de 6 anos com a mocinha pervertida e muitas outras);
2) os personagens infantis (o que é aquele gurizinho de 6 anos? e a menina obcecada pelo próprio enxoval, que pergunta, na loja de departamento, se o mixer tem um design clássico?);
3) os melhores diálogos ever and ever and ever;
4) o figurino da Miranda July.

Uma mistura de coisa estranha com singela. Bonito de ver. Bonito.

...

Sonho de consumo besta da semana: cobrir toda a minha casa, todos os ambientes, TUDO, com esses maravelôusos papéis de parede. Sim, o link chegou via Radar55, meu mentor espiritual digital matinal.

...

esse blog de-li-ci-o-so sobre decoração (decor8=decoration, só eu não me dei conta do trocadilho antes?) eu achei com minhas próprias patinhas, navegando aleatoriamente pelo Flickr. Mérito meu, portanto. Estou surtada desde ontem e pedindo a Deus que na próxima encarnação eu venha designer e que nessa, ainda, eu tenha dinheiro suficiente pra CONSUMIR objetos de design. Para todo o sempre. Amém.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários