quinta-feira, dezembro 28, 2006

ERGA-TE!
Ingresso pro show de lançamento do cd ao vivo da Graforréia Xilarmônica: 12 reais
Cd Graforréia Xilarmônica ao Vivo: 10 reais
Graforréia Xilarmônica, ao vivo, tocando Dancing Queen, do ABBA: não tem preço

Tá certo que não fui a muitos shows da Graforréia na minha vida, mas esse foi o melhor que já vi. Melhor até que aquele, supostamente o último da banda, quando os caras decidiram parar as atividades no verão de 2000 (?), depois de muitos anos de estrada. Negócio é que esses caras são muito bons de verdade. E só estando aqui pra tentar entender um pouco o que eles representaram e ainda representam pro rock gaúcho. Eu acho o gaúcho (generalizando, generalizando) meio sério, sisudo (hellôu! isso não tem nada a ver com simpatia, calor humano ou receptividade, oquéi?), por isso eu estranho um monte a idolatria que as pessoas têm pela banda, cujo ponto forte é o deboche, as letras engraçadas e espirituosas, aquele sonzinho iê-iê-iê-tchá-tchá-tchá-tchá. E só vendo um show dos caras, aqui, pra sentir o quanto esse povo gosta mesmo da banda. Não tem como não amar muito umas criaturas que fazem uma música com uma letra dessas. E isso? Adoro muito. E sou Graforréia desde pequenininha.

(Antes que esqueça: agradeço à São Genésio pelo show ter sido no Manara. Alguém tem que dizer àqueles caras do Opinião que a casa não foi feita pra show de música e que é uma delícia ouvir um som limpinho. Boa acústica é tudo nessa vida.)

....

Fim de ano chegando, e esse post não podia sair sem elas. As Inacreditáveis Buscas que Trazem Viventes Bípedes a esse Desbotado Blog. Toma:

- Essa é pros cêres-umanos de fino trato que costumam freqüentar a ráiti soçaiti.

- Por favor, alguém me diz: eu não mereço, né? Diz que eu não mereço, diz que eu não mereço!

- Masah, gurizinho!

- Chiques, ricos e famosos.

- E o prêmio Vatarrel Oigalê Porcaria da semana vai para: ãhn?

- É por tudo isso que eu sou essa pessoa bem zen bem tudo que cês tão veindo.

...

Então era isso. Nunca esqueçam da regra número um: a culpa é sempre do apfel strudel. Vou indo. Volto ano que vem. Caso dê tudo errado e eu volte antes, lembrem da regra número dois: as coisas nem sempre saem daquele jeitinho que a gente planeja e imagina. Mas tudo acaba dando certo no final. Se cuidem. E bebam xampã.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários