sexta-feira, maio 05, 2006

sweet

Eles se conheceram numa festa das sagitarianas e pareciam não ter muito em comum. Ele, um cara bacana e idealista. Ela, essa menina linda que é, uma das poucas pessoas que conheci desde que cheguei, é minha amiga até hoje e que eu posso contar sempre, cem por cento. Hoje eles vão casar e eu vou ser madrinha - na verdade, testemunha, essa palavrinha desprovida de glamour para casamentos no civil. Eles vão morar no velho mundo e ser felizes. Eu fico toda emocionada e boba com esse negócio de destino. Destinos.

Hoje também tem despedida da Rou, que vai ser feliz na cidade grande.

...

Os posts têm sido burocráticos, eu sei. É que eu ando mesmo atrolhada nessa vida, trabalhando demais, sem tempo e desprovida de qualquer senso de organização. Looping infinito. Sensação de. E a certeza de que adultecer não é algo, assim, muito simples.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários