quarta-feira, março 08, 2006

Los Gauchos GAY
Quero ser Alexandre Herchcovitch



Pelas ruas de Buenos Aires, foto de 77 de Arrabéus


- Ficar indiferente a uma barata é a pior coisa que pode acontecer a uma mulher. Com todo o exagero que me é permitido, é como se a gente perdesse a própria condição de mulher, sacam? Hoje pela manhã isso quase me aconteceu ao me deparar com uma monstra no box do banheiro. Quase. Rapidamente tratei de dar dois gritinhos agudos e sair correndo, fazendo estardalhaço, pela casa, pra busar um Rodox. Ufa. Sete Sete me falava noite dessas que daqui a pouco começa a fazer frio e em como vai ser bom dormir agarradinho, de novo, debaixo das cobertas. Eu tenho visto menos romantismo e mais praticidade nesse negócio de chegada de inverno. Significa nos livrar das pestinhas por uma estação inteira.

- Se o Ronaldo Fraga tivesse uma loja virtual, que nem tem o Herchco, eu ia ter um faniquito cada vez que lembrasse da possibilidade de ter roupas maravilhosas e podre de caras ao alcance de um clic. Não compraria, contudo.

- Fui dormir às 3h30 trabalhando, em casa. Isso depois de um dia estressadíssimo e de pular muito no show do Alceu. Até sexta tenho uma maratona de shows bacanésimos, a cada noite (vide uns dois posts abaixo). Pelo menos tem trabalhos, como esse, que é prazer e diversão pura. Sou um caco ambulante.

- Eu acho um engodo esse negócio de 8 de março. É como se os homens estivessem nos dizendo "obrigado por ter nos parido". Só por ironia saí de casa com um bracelete das Meninas Super Poderosas, cor lilás, que veio em ovo de Páscoa que ganhei ano passado aqui na firma. E com um colarzinho de saravá de Ogum pra dar força e proteção no dia de hoje. Prevejo muitas horas perdidas apagando scrap-spam de Orkut me parabenizando por ser mulher.

- Sim, este é um post totalmente descontrol.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários