quarta-feira, fevereiro 01, 2006

curtas montevideanas




- Atravessar a rua aqui é uma aventura. Cada cruzamento é uma roleta russa. Pedestre sofre. Descobrimos que só há pouco tempo existe a obrigatoriedade da carteira. É comum ver uns velhinhos totally crazy dirigindo enlouquecidamente pela cidade.

- Uruguaio a-do-ra um momumento. Em todo lugar tem um monumento. Só tem uma coisa que uruguaio adora mais que monumento: o General Artigas. Noventa e nove por cento dos monumentos na cidade são do General Artigas.

- Eles também adoram música ambiente. Até em mercadinho. Esses dias o atendente do mercadinho ouvia (alto) e cantava animado uma eurodance ou seja lá o nome desse ritmo de gosto duvidosíssimo que os fabicanos curtem adoidado. Às vezes eu lembro muito do Locomia.

"río abajo y vamos que la vida es un tobogán
duele menos soltar la baranda y dejarse llevar"
(jorge drexler em Rio Abajo)


# . por Joelma Terto .  0 Comentários