quarta-feira, janeiro 04, 2006

domésticas
ou
a filha da mãe da dona Tetê


Tem umas 20 baratas mortas no meu pátio. E dessa vez, nenhum passarinho pra comê-las. Eu não me arrisco nem a abrir a porta ou a janela, quanto mais juntar os corpinhos. Tudo culpa da trupe do Bira, o pintor, que não só abandonaram a ópera como quebraram a caixa de esgoto localizada no pátio. Agora eu tenho um esgoto a céu aberto e baratas mortas no meu pátio. Qualidade de vida é o que há.

Eu já reclamei pro síndico, mas não faz muita diferença.

Síndicos. O meu é uma desgraça. O cara é desprovido de qualquer bom senso ou capacidade cognitiva.

Troca da fiação elétrica do prédio: três dias sem energia durante o horário comercial. Mas o traste só avisou no fim da tarde do dia anterior. A pessoa, puta da cara, foi reclamar:

- Como assim, vou ficar três dias sem energia e tu nos avisa, assim, em cima da hora?
- Veja bem, a fiação elétrica precisa ser feita e só assim pode ser feita.
- Ok, ok, EU SEI que a fiação TEM que ser feita, eu NÂO ESTOU reclamando que ela esteja sendo feita, eu estou reclamando porque vamos ficar TRÊS dias sem energia e tu só nos avisa na tarde do dia anterior.
- Veja bem, a fiação elétrica PRECISA ser feita... blá-blá-blá, as pessoas não entendem que a fiação precisa ser feita... blá-blá-blár, as pessoas reclamam que a nova fiação esteja sendo feita...

Ok. Quem, QUEM?, vai continuar um papo desses? Eu vou trabalhar sem mais fé nenhuma na humanidade.

Tempos depois, a pessoa apela para a sub-síndica quando Bira e seus comparsas começam a obra. Eu tento argumentar que eles devem começar a obra pelo meu pátio, pois eu preciso que ele esteja pronto logo pra fazer uma nova pequena obra (o puxadinho) pra colocar Jurema, a nova máquina de lavar da família. Ela dá de ombros:

- Ora, todos os moradores querem que comecem pelos seus pátios. Tu já ficou esse tempo todo sem máquina, pode ficar mais um pouco.
- Mas, mas, mas, eu tenho uma máquina de lavar na minha sala!
- Aposto que ela não está tomando toda a tua sala.

Ok. E daí que ela não está tomando TODA a minha sala! Será que ela não consegue entender a diferença de uma sala para uma área de serviço? Eu sigo pelo corredor longo e frio, balançando a cabeça negativamente.

É, a humanidade não tem mesmo mais nenhuma salvação


# . por Joelma Terto .  0 Comentários