sexta-feira, setembro 23, 2005

do céu, do sal, do sol ou céu, sol, sul ou vice-versa

Se vocês forem ver Sal de Prata, filme do Gerbase que estréia hoje, prestem bem atenção na abertura. Como instigou a Aline, nos comentários do post anterior, sim, sim, eu amo muito Porto Alegre, essa cidade linda que escolhi pra morar. E é isso que mostra a abertura do filme, essa cidade linda. Acho que são as imagens mais belas que já vi. Vejam.

Polêmicas à parte, eu também não consigo entender direito como tantos porto-alegrenses falam tão mal da cidade. Alguns que conheço acham que a cidade é muuuuuito provinciana e sonham em morar em São Paulo, a capital do Mundo. Outros, preferem o Rio - que para eles deve funcionar como uma Floripa, só que mais metrópole. Enfins.

(parágrafo adicional, esquecido no meio do caminho)

Mas, friso aqui, tudo é uma questão de ESCOLHAS. Falava com a Milena outro dia. A gente passa sempre pela mesma situação - eu há 6 e ela há 3 anos - das pessoas nos conhecerem e indagarem, muito surpresas: "Mas o que tu veio fazer aqui? Como é que tu me deisa aquela terra linda, cheia de praias pra vir pra cá???". É. Escolhas. Escolhas.

(fecha parêntesis)

Negócio é que eu adoro isso aqui, essa vida boêmia, essa veia cultural - literatura, música, cineminha, artes plásticas. Gosto. Gosto de morar na Cidade Baixa e ficar em casa na sexta à noite, mas ter um boteco aberto na segunda-feira. Gosto da Casa de Cultura, da Redenção, da Feira do Livro, da Primavera, da Usina do Gasômetro, de Ipanema, dos jacarandás, dos cafés. Até do Centro da cidade eu gosto.

O filme? Sim sim, eu gostei mas... eu já provoquei polêmica demais numa semana só. Vão ver.

# . por Joelma Terto .  0 Comentários