quarta-feira, junho 02, 2004

O maldito inverno...
O maldito inverno...

...ainda nem chegou, já que, teoricamente ainda estamos no outono. Ainda assim, este está sendo o pior ano desde 1999, quando me mudei das altas terras quentinhas das Alagoas (que no momento inundam em muita água) pra esse pedaço de chão frio que é o estado do Rio Grande. Já sofri muito nesses 4 anteriores invernos, mas nunca senti tanto frio, nunca passei tão mal, nunca fuguei tanto, corizei tanto, espirrei tanto e fiquei tão asmática quanto nesse quase-inverno do ano de 2004 de nosso-sinhô.

Outro dia, no cinema, gastei um pacote de lenço vendo Diários de Motocicleta. Será que alguém pensou, por acaso, que era emoção? Caso é que ele ainda troça, dizendo que não sabe se vou chegar até agosto... E não tem coristina, naldecon, resprin ou chazinho de limão-com-mel-e-gengibre que dê jeito. Sim, meu velho, não sei se chego até agosto.

E, cinemeando pelas bandas do centro no domingo à noite, vimos Inverno, do (Carlos) Gerbase. De 1982, é praticamente um estudo antropológico de Porto Alegre daquela época. Um retrato. Gostoso de ver...

"É tudo muito cinza e um pouco marrom no inverno." (Tiago, o sem nome e que gosta mesmo é do outono e da primavera)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários