segunda-feira, janeiro 19, 2004

paradeiro

Depois do findi gostoso na praia sem praia, de comer crepe, tomar sol, dor de estômago e se divertir com a Família Tosca. Depois da volta. Depois de tudo. Parto eu, de novo. Sampa me espera. A Joice também, com aquela ida básica à Vila Madalena. Mas volto logo. Loguinho. O tempo de um suspiro. Ou de um arroto. O tempo, quem sabe, de encontrar o GUIU e matar algumas saudades.

Daqui a pouco já estou de volta.

"Haverá paradeiro para o nosso desejo
Dentro ou fora de um vício
Uns preferem dinheiro
Outros querem um passeio perto do precipício"
(arnaldo antunes)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários