terça-feira, outubro 21, 2003

segunda/terça

“tô descendo a serra/ cego pela serração / salvo pela imagem / pela imaginação / de uma bailarina no asfalto / fazendo curvas sobre os patins / tô descendo a serra / cego pela neblina / você não imagina / como tem curvas essa estrada / ela parece uma serpente morta / às portas do paraíso...” (h.g.)
...
*sempre* que volto de Gramado/Canela, me vem essa musiquinha na cabeça...


# . por Joelma Terto .  0 Comentários