terça-feira, agosto 12, 2003

incontrolável

Às vezes, a falta de inspiração para escrever é compensada pelos rabiscos. É um processo louco. Ilógico, mas com uma certa lógica interna, só compreensível por mim. Deslizo a caneta (ou o lápis) no papel, e vou... Tento preencher espaços. Crio formas. Geométricas, assimétricas. Que formam outras formas e não-formas. Que formam um todo. Bagunçado, caótico, nervoso, “neurótico”. Incrivelmente harmônico. Monocromático(s). E eu me vejo. É auto-retrato. E eu vejo beleza. É arte. E é lixo, perecível, descartável. Que eu destaco e jogo fora. Pra depois começar tudo de novo.

rabiscos
faça click


# . por Joelma Terto .  0 Comentários