sexta-feira, junho 13, 2003

“Olha pro céu, meu amor...”

É que ontem eu passei na Santo Antônio (a padaria de uns posts atrás) e lembrei que hoje seria dia 13 de junho, dia do próprio santo Antônio. No nordeste, a data é comemorada à exaustão. Além dele, ainda tem o dia de são Pedro (19? 29) e São João (24). São as tais festas juninas. Lembrei de muita coisa mesmo...

Lembro que, nesse dia, quando criança, acompanhava as tias solteironas fazendo suas “simpatias” pro santo casamenteiro, à meia-noite do dia 12 pro 13: tem a da faca virgem na bananeira, a borra do café, a dos pingos de vela numa xícara d’água... pra descobrir o nome do futuro marido e essas coisas. Nunca funcionou, claro.

Explicando: minha mãe tem 5 irmãs, das quais 3 são legítimas solteironas. Fui criada no meio da mulherada ensandecida, na época todas 5 solteiras. Uma delas, casou aos 45, mas já divorciou, o que significa que hoje são, novamente 5 irmãs avulsas atrás de marido-namorado-caso-seja-lá-o-que for: 3 desesperançosas e 2 divorciadas (sendo uma delas minha mãe). Sorte que caritó não é defeito genético, senão eu tava fudida. Minha mãe inclusive, sempre morreu de medo que eu ficasse “moça-velha” como as tias. Vê se pode?

Então? Daí que ontem, vendo o altarzinho do santo Antônio na padaria, comecei a lembrar dos rituais delas nesse dia. Putz, muitas lembranças, que puxaram outras, que puxaram outras... e que renderiam um post enorme. Eu tinha digitado um monte de coisas, daí deu pau no micro e o word recuperou só até o parágrafo acima (ah, murphy!). Tô podre de cansada e daqui a pouco começam as funções “sexta-feira à noite” (se arrumar, comprar um vinho, ir pra casa da Rafa e: let’s go to BAGA), então o super post, basicamente sobre “festas juninas” fica pra outro dia.

Mas, pra não dizer que não falei das flores, deixo com vocês duas fantásticas simpatias pra arranjar namorado! A primeira recuperada da versão beta do monomulti (enviada pela Sabine, que achou no malamados); e a segunda, roubada do Beatmaster, do meu amigo Mr.V., um homem à beira de um ataque de nervos!

Impagáveis:

Escreva o nome da(s) pessoa(s) que você deseja num pedaço de papel manteiga com um lápis nº 6, 78 vezes. Feito isso, coloque o papel dobrado em 48 pedaços na boca de um sapo muito feio e pegajoso e costure a boca do infeliz. Faça dois lacinhos vermelhos com fita cetim e amarre nas patinhas frontais do sapo... jogue desodorante Avanço no sapo e enfie-o vivo dentro de meia melancia. Depois enfie a melancia com o sapo dentro do congelador e deixe ali por sete dias e sete noites... Provavelmente quando você pegar a melancia depois disso tudo o sapo vai estar morto. Tire-o da melancia e coloque dentro do microondas na potencia máxima e deixe la por 1min e 32 seg. Tire-o , amarre um barbante numa de suas patas traseiras, passe o barbante por trás do seu pescoço e amarre a outra ponta na outra pata traseira do sapo...fazendo tipo um cordão onde o sapo seria o pingente. Fique com o sapo pendurado no seu pescoço por 14 dias e 14 noites sem tirar em hipótese alguma, nem pra tomar banho... Acabado o prazo tire o sapo do pescoço e enterre-o numa plantação de maconha. Se você seguiu corretamente as regras da simpatia seu desejo vai se realizar numa noite de lua cheia em menos de oito meses. BOA SORTE

...

1) Pegue uma estatueta de Santo Antônio. Mas tem que ser virgem. Como assim? Ora, nova em folha entendeu?
2) Amarre o pescoço do Santo Antônio com o seu mouse , dê 3 voltas com o fio e pendure atrás do monitor.
3) Baixe pelo Kazaa as seguintes músicas:
- Eguinha pocotó
- Você é meu amor ( de qualquer grupo de pagode)
- Segura o Tcham
- Pense em mim ,chore por mim.
- Funk das cachorras (ou algo semelhante a isso)
- Ave Maria com Jorge Aragão.
4) Coloque as caixinhas de som perto do ouvido do Santo, ligue o som em modo repetitivo e faça a seguinte oração:
"Adorado Santo Antônio essa sequência vai repetir até meu homem/mulher surgir."
5) Saia do quarto, tranque a porta e vá pra rua.

É tiro e queda.Só não esqueça de pedir perdão pro Santo depois.



(dizem que funciona... corre, que ainda dá tempo!)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários