domingo, maio 18, 2003

Aproveitando que (pra cantar juntinho)

"Música para a Psicoterapeuta"
(Juli Manzi)
Às vezes a vida prova que as minhas teorias estão todas erradas
Está na hora de dar um tempo e pensar
Tanta fumaça, tanta idéia queimada
Tanta coisa se passando sem eu notar
Ler, TV, jornal, não penso em mais nada
Taquicardia, suor, tremor e eu aqui apavorado
Não acho mais graça em nenhuma piada
Aí, me deita no divã e diz que do limão se faz a limonada*
Nada, eu não posso tomar
É ácida demais pra mim
Preciso dar um tempo, acertar os pensamentos
Tudo o que eu peço eles demoram pra me dar
Medo de altura, de morrer, de sofrer de novo
Medo do enleio, do bloqueio de amar


...

Eu já citei um trecho dessa música aqui (aqui não, no ex-monomulti) e comentei, na ocasião, que essa história de “medo do bloqueio de amar” não é comigo. Não é mesmo. Mas, tirando isso, me identifico com a música. E acho o Manzi um dos melhores compositores do RS. Os dois cds do moço (340 Exigências de Camarim e Perfex) são maravilhosos, na minha opinião pessoal e intransferível. “minha opinião pessoal” é tremendo pleonasmo, eu sei. Licença poética. Eu posso. Tudo.

*do limão eu faço é uma caipirinha.


# . por Joelma Terto .  0 Comentários