sábado, março 29, 2003

porque foi calma a tempestade

A MTV me deu um presentão ontem à noite: entrevista com Renato Russo (aquela pelo Zeca Camargo, não lembro de quando) e drops Acústico Legião (só 5 musiquinhas). Bom demais rever aquilo. Vê-lo falando sobre a vida afetiva dele, de como encara e vive as coisas. Tem uma hora que ele fala que chegou ao ponto de não querer mais viver o “amor romântico”, que “amor romântico” é uma merda (e ele se declara um cara que sempre viveu isso), que desgasta. No lugar disso, ele emprega (e prega) o conceito de “respeito e amizade”, que é isso que vale a pena. Isso: respeito e amizade. Fala dos “namorados”, que tem uma porção deles, que na verdade são amigos mais que amigos, porque rola carinho, troca. De ver tv juntos, ouvir música, comer pipoca. Eu acho que eu tava precisando demais ouvir isso, lembrar disso. E eu acho que a cada ano que passa eu gosto ainda mais desse cara. Seja lá onde ele estiver.
...
“Quem pensa por si mesmo é livre e ser livre é coisa muito séria” (RR)


# . por Joelma Terto .  0 Comentários