segunda-feira, março 24, 2003

flores pedra solidão

Eu sou uma tonga mesmo porque eu esqueci de dizer aqui, pra vocês, que ontem (domingo) tinha show do Cordel do Fogo Encantado, no Bem Brasil (aquele programa da TV Cultura). Então, quem viu, viu. Quem não viu, não viu. E quem não viu porque não sabia e poderia ficar sabendo aqui e não ficou sabendo, eu só digo: foi mal aês.

Pocket-sow na real, curtinho. Mas já deu pra sacar o que é o show novo do novo cd (O Palhaço do Circo Sem Futuro). Tenho ouvido o cd (valeu Grafonolas) e pude confirmar, vendo pela TV, o que eu já havia sentido do cd: HARDCORE! Que som mais louco, pesado, pancada. Lirinha-louco-alucinado. Dá vontade de sair pogando e batendo (sem quere, claro) em qualquer um que apareça na frente. Muito bom. Tudo! Tanto a sonoridade mais pesada quanto as letras matadoras: guerra, saudade, tempestade. Trrrruuuuvão.

Tô ansiosa pra ver tudo, ao vivo. Tomara que a Grafonola consiga trazer, mais uma vez, os caras pra tocar aqui.

...

outra aquisição recente by Grafonola: Batidas Urbanas/ Projeto O Micróbio do Frevo, Silvério Pessoa. Depois falo (ou não)


# . por Joelma Terto .  0 Comentários