sexta-feira, fevereiro 07, 2003

Vinte e nove

Importam os amigos. Importa andar de bicicleta contigo, de carona, Rafinha. Importa um telefonema às 3 da manhã pra saber se chegou bem. Ou no meio da tarde pra dizer que toca Menudo na Continental. Importa que eu tô aqui, que a GENTE tá bem, que a GENTE lê tudo isso e se emociona. Importa que tudo é muito vivo. E belo, mesmo quando a GENTE acha que não. Importa chorar de felicidade, vez que outra. Mesmo que não me entendam. Vez que sempre.
...
“Eu continuo aqui. Meu trabalho, meus amigos. E me lembro de você em dias assim. Dia de chuva. Dia de sol. E o que eu sinto, não sei dizer. É tão estranho...” (RR)


# . por Joelma Terto .  0 Comentários