terça-feira, fevereiro 25, 2003

[sincronismo] perfeito. O mundo. As pessoas. As coisas. Tudo faz um sentido fudido. Daí que eu falei pra nouveau mimix: “eu acho que tô ficando louca”. Ela: “Acha? Tu “é” louca, Jo”. Eu: “mesmo?”. Ela: “Sim. Eu tenho certeza. E isso faz eu gostar de ti mais ainda”. Eu: “ufa”.
...
mas ufa mesmo? Eu sei lá. o fato é que estou pirada igual àquela música da Nara e do Barão: “mas tô ficando pirado, fui cheirar e assoprei, botei pimenta no suco, perdi a chave do Del Rey. garçom mais uma cerveja. acho que vou me casar. por pura coincidência, o moço é dono do bar...” E por aí vai.
...
eu sei que sim. porque tudo parece mais ou menos igual a janeiro de 2000. quando eu falava sozinha e via fantasmas e tudo fazia sentido. e eu temo pelos fantasmas. se algum resolver me aparecer, agora, eu juro que sentirei muito MEDO.


# . por Joelma Terto .  0 Comentários