quarta-feira, fevereiro 19, 2003

não quero ser triste
como o poeta que evelhece
lendo maiakóvski na loja de conveniência
não quero ser alegre
como o cão que sai pra passear
com o seu dono alegre
sob o sol de domingo
nem quero ser estanque
como quem constrói estradas e não anda
quero no escuro
como um CEGO tatear ESTRELAS distraídas


(trecho de Minha Casa, zeca, zeca, zeca)

# . por Joelma Terto .  0 Comentários