quarta-feira, fevereiro 12, 2003

male chest
(os mais melhor)

pois então, seguindo a lógica da não-lógica*, é com enorme prazer, gozo e júbilo (adorei essa palavra!) que brindo todas as moninas que passam por aqui com alguns tóraxes (não sei o plural disso) devidamente catados por um estranho editor cabalístico, atendendo a pedidos de fiéis leitoras insatisfeitas. como eram muitas, mas muitas imagens (a maioria, inclusive, de gosto duvidoso ou completamente fora do contexto e do padrão de qualidade), resolvi fazer uma classificação, seguindo, necessariamente, as minhas preferências, ãhn, pessoais e intransferíveis. lá vai:

1)o mais the best de todos:

uh!
(benzadeus rapaz, que tu continue assim, com toda essa SAÙDE e esse porte firme e elegante. tudibom, como já diriam os “sobrins” da Rafa)

2) o segundo, segundo o Selo de Qualidade Jo-jou:

ai, ai...
(na verdade, é bem peludo o peito aí, muito pouco asséptico e talicoisa, mas valeu a colocação pelo SORRISO. vejam esse sorriso. CONTEMPLEM esse sorriso, moninas. contemplem...)

3) em terceiro lugar, menção honrosa, Categoria ESTRANHOS PEITOS:

nossa!
(olha, tóraxzinho de nada esse. e ainda por cima não é de verdade – ohhh. mas eu ADOREI esse tom de AZUL. vai dizer.)
.........

- meu agradecimento muito especial ao 77, que provou que um outro tórax é possível.
- esse post tem o patrocínio involuntaríssimo de: ESTRANHOS LINKS. LEIAM!!! jo recomendo. mesmo. (não esqueçam de dar olá para o Ornitorrinco Laranja. vocês não se arrependerão)
- sem esquecer também de São Google, sem o qual nada disso teria sido possível. (eu creio nele)
- vocês notaram que as imagens vão diminuindo de tamanho à medida que vai caindo na classificação. eu não tenho nada a ver com isso. e também não posso fazer absolutamente NADA.

* eu sei que só umas poucas pessoas entenderão esse post, mas eu não posso fazer NADA em relação a isso também. na verdade fiz minha parte. em forma de MERCHANDISING. e eu acho que deveria ganhar algum dinheiro por isso. só uma sugestão.


# . por Joelma Terto .  0 Comentários