segunda-feira, fevereiro 17, 2003

(continuação do post anterior)

§ não cheguei a tempo de ver o sol se por. mas vi um céu lindo e lôco de alaranjado, tal paisagem agreste. as nuvens. muitas formas e texturas. lamento por não ter uma câmera comigo. mas fotografei na retina. e tá gravado, guardado aqui dentro, ó. e depois, como se não bastasse, surgiu a lua. cheia. grande. amarela. bela. bailarina. luminosa. por detrás do concreto. dos prédios. da cúpula da catedral. e fomos indo, indo, indo... enquanto eu contemplava. tudo. e falava. e ouvia. e vivia tudo aquilo. §

# . por Joelma Terto .  0 Comentários