quarta-feira, janeiro 22, 2003

“O movimento é séquisse, séquisse, séquisse...” (eu ritmo de funk. ou seria charme?)

E pra quem tem curiosidade de saber como anda o MOVIMENTO (MECOM, ENECOS), eu digo: consultem assistência técnica autorizada. Não sou mais estudante. Eu sou EMPRESÁRIA. E ainda TRABALHO (e como e durmo, vez que outra). Vou às festas. Vendo cerveja. Canto, danço e represento, quando convém. Mas pra não dizer que não falei das flores: eles ainda discutem o estatuto e votam o regimento interno...

E agora resolveram que não tem mais ENECOM. Bandiputo incompetente. Outro dia teve uma plenária que começou à noite e só terminou às 8h da manhã do dia seguinte. Eles ficam dando voltas em torno do próprio eixo e discutindo o sexo dos anjos, como sempre fizeram. Só que agora, parece que piorou. Agora resolveram discutir o “projeto político do Enecom”, ora vejam, e acho que isso dura muito até que os novos povos da comunicação ressuscitem o encontro.

Eu não acredito na nova geração.


# . por Joelma Terto .  0 Comentários