sexta-feira, dezembro 06, 2002

Estranha natureza de Jojo

Meu Bicho de Blair fugiu. Uns dias antes, tomei um susto, quando fui vê-lo e não encontrei. Em seu lugar, achei uma massinha vermelha enrugada e disforme. Pensei o pior: matei o bicho! Porque tinha feito calor e deixei o viveiro ao sol. Dormi com um peso na consciência. No outro dia, fui dar água à Planta e Bicho de Blair estava lá. Lindo e faceiro. Mais colorido do que nunca e maior. Como cresceu em poucos dias! A alegria voltou ao lar.

Na sexta passada, fui apresenta-lo ao segundo vivente humano, fora eu, que o conheceria e ele não estava. : (

Desde sexta ainda tinha esperanças que voltaria... mas até agora, nem sinal. Também não encontrei nenhum micro-corpo estranho calcificado, logo acho que fugiu mesmo. Se mandou. De mala e cuia. Botou a mochila nas costas e foi.

Por outro lado, fiquei tri feliz ao constatar que A Planta está saindo do coma. Na verdade tá é bem viva, com vários ramagens novas, verdes. Lindinha.

Sentirei saudades de Bicho de Blair. Minha preocupação é maior agora por causa de Gugussauro. Creio que ele gostava do bicho. A julgar por essas fotos:

os_bicho

que_fofura!


(Notem o semblante de alegria de Gugussauro, contemplando Bicho de Blair em seu viveiro. No segundo plano, está A Planta, em começo de recuperação, antes dos galhos recém-nascidos)

De Bicho de Blair, só me resta agora um retrato. Um desenho, post-mortem, baseado num rascunho preliminar, enquanto ele ainda habitava minha vida. Postalo-ei, para a posteridade:

bicho_de_blair

(se alguém encontrar um bicho com essas características, só que de 3mm, me avise. recompensa-se bem)



# . por Joelma Terto .  0 Comentários