terça-feira, dezembro 10, 2002

De Vento e de Silêncio

Olha só, quero dividir com vocês uma notícia boa. Não sei se vocês ficaram sabendo de um Festival de Música que a IBM estava bancando, o eFestival IBM. Pois bem, meu tio, o músico alagoano, Sóstenes de Lima, foi o grande vencedor da parada, com a música Noites de Bar, que concorreu com não sei quantas outras músicas e músicos de todo o Brasil.

Foram duas etapas, com votação das músicas pela internet. Ele ficou em segundo lugar na primeira e se apresentou em SP abrindo o show da Zélia Duncan. Agora, de primeirão na finaleira, um dos prêmios é outro show. Dessa vez abrindo para o Jorge Benjor. Lêgas, não?

Pois então, quem estiver em São Paulo, hoje, dia 10/12, Sóstenes e o seu grupo, o Vestindo a Carapuça, estarão se apresentando no Directv Music Hall.A Directv estará exibindo ao vivo a apresentação no Canal 605, por volta das 29h30min. O site também estará mostrando o show e a apresentação dos dois vencedores ao vivo.

Fico muito feliz mesmo com a vitória, porque o Tio Só é uma criatura talentosíssima, violeiro, compositor e poeta de primeira e vem desenvolvendo um trabalho muito lindo com o Vestindo a Carapuça. A música que venceu, na verdade, nem é das melhores. Foi de uma primeira demo, com um vocal meia-boca do ex-vocalista e um arranjo chulé. Mas era a única coisa que eles tinham em mp3.

Esse ano tive a oportunidade de ver um pocket-show deles, aqui em PoA, quando eles desceram com a Caravana Alagoana de Música. O VC, Naldinho, Seu João de Lima, seu Cícero Lino (grande tocador de pífano)... E achei tudo lindo demais. O VC tem uma sonoridade bem regional, simples e campeira, mas com certo requinte de instrumentos como o violoncelo e a flauta, ambos tocados com maestria pela Miran Abs. Violões, muita percussão. Vi Wilson Miranda tocando um instrumento que eu não conhecia: sabe aquelas garrafas de barro de botar água? No meu tempo de interior a gente chamava de “quartinha”, mas sei que tem outro nome que não lembro agora. Enfim, era uma “quartinha” com um furo no meio, um som ducaralho. Poc, poc. Buena, letras e arranjos muito bonitos, muita sensibilidade. Quem não conhece, precisa conhecer. Parabéns mesmo ao meu tio Só querido demais da Jojobíssima aqui.

Aproveitando a ocasião, para quem estiver em Maceió, no dia 17/12 eles estarão se apresentando no Teatro Deodoro encerrando a temporada do Música é o Maior Barato, às 19h, com aquele precinho camarada que vocês já conhecem: R$ 1,99. Pena eu não estar lá...

Ah, ia esquecendo de dizer que eu soube da notícia, em primeira mão, pela Erika. Ela ficou sabendo através de um músico de Maceió que trabalha com ela no SESC e me mandou um e-mail. Na mesma hora liguei pra minha tia Ana, que me confirmou a história, até então em off. Ela disse que os músicos de Maceió estão todos contentes de um conterrâneo ter ganho o prêmio e pá. Massa, né?


# . por Joelma Terto .  0 Comentários