terça-feira, novembro 26, 2002

Mais Rush!

O Coelho me respondeu ontem à noite, narrando alguns detalhes do show de Sampa:

.........

Cheguei em Maceio hoje pela manha. São Paulo foi lindo!!!!!!!!!!!!

Po, nao tinha como ser diferente. Sai com Rizzotto para o Morumbi. Chegamos mais cedo, umas 15 horas, os portoes abriram as 18 horas. Como tu ja deves ter visto foi o maior publico dos caras na historia com 62 mil pessoas. Nós demos sorte. Apesar da pista começar mais longe que POA ficamos logo na beirada. Muito mais facil de assistir do que em POA. Foi demais.

Tipo, no inicio o som ficou meio estranho mas depois se ajeitou. Choveu um pouco tambem. Os caras estavam um pouco mais nervosos (principalmente Peart - tinha rolado uns problemas com seu set eletronico), mas a cada musica a execução ia ficando mais fodona, principalmente Geddy Lee que foi muito mais preciso que em POA. "YYZ" foi perfeita. Foi tudo perfeito. Rizzotto não acreditava no que estava vendo.

Fatos curiosos:

- No solo de Neil Peart alguns pads eletronicos falharam, mas ele encarou numa boa
- Em La Villa Strangiato Lifeson errou uma nota para entrar na parte mais suave, a partir daí sua perfomance ficou mais raivosa e a banda entrou em um climas absurdo. Os caras detonaram mesmo ate o final. Depois, naquela nova parte de desconstrunção mais uma novidade. Lifeson apresenta a banda: "On the drums, ´Milton Banana` (e Peart executa uma levada meio sambinha, chegando a fitar Lifeson com um sorrisso), em seguida, ainda em tom de brincadeira, o guitarrista diz: "On the bass: the man from Ipanema!"e, aí Lee executa o riff da música de Tom Jobim no baixo! Delíro total, os cara homenagearam a música brasileira!!
- Os 4 integrantes do Sepultura assistiram o show bem pertinho da gente e ainda esbarramos neles na saída.
- Comprei o Tourbook. Lindo!

.........

Não preciso dizer mais nada. Ainda tô vivendo a coisa toda, que me toca fundo de vez em quando. Que me volta.

.......


# . por Joelma Terto .  0 Comentários